[Cobertura] E o Internacional Pokémon da América Latina continua!

Olá Players!

O Campeonato Internacional Pokémon da América Latina é tão grande que não cabe em um post só!

poke01

No TCG, o Brasil levou a melhor na categoria Sênior com o paulistano Marcos Kuribara. Na categoria Master, o chileno Juan Pablo Salas foi o campeão e, na Junior, venceu a alemã Kaya Lichtleitner. Entre os participantes do VGC, dois americanos foram campeões nas categorias Master e Sênior: Ashton Cox e Carson St. Denis, respectivamente. O prêmio da categoria Junior foi para o australiano Nicholas Kan. Voltado ao Casal Finati…

Sábado – Agora o evento estava bem mais tranquilo. De mais de 600 players da categoria Master, foi feito um corte para o TOP 32, ou seja, os 32 melhores iriam se enfrentar no segundo dia e cada um recebeu uma bonificação de 500 dólares. Também houve eventos paralelos, como a League Challenge, feita para os players que já tinham saído do torneio principal. Além, do início do torneio Junior e Senior.

Acompanhamos as partidas e vimos algo interessante: o apoio das mães aos pequenos. Tal hobby seria tratado como uma atividade preocupante para o desenvolvimento dos filhos (este que vos escreve passou muito por isso), mas atualmente é comprovado que os jogos desenvolvem o raciocínio dos pequenos com toda a estratégia que esse jogo proporciona.

poke02

Alguns dados da própria Copag informam que jogadores da Itália, França, Alemanha, Dinamarca, Espanha, Inglaterra, Malásia, México, Colômbia, Chile, Argentina, Uruguai, Austrália, entre outros, estiveram neste torneio, que fez parte das quatro etapas do International Championship: Londres, Austrália, Brasil e Estados Unidos.

Domingo – Em clima de despedida, rumamos pela última vez para o WTC para acompanhar as grandes finais de Pokemon TCG e VGC com os TOP 8, que aliás, todos recebem um playmat exclusivo além da premiação em dinheiro. Muitos dos players que encontramos no evento foram para a final de malas prontas. E por que estavam lá? Para torcer pelo finalista BR, Thiago Giovanetti, enfrentando o chileno Juan Pablo Salas

Para melhorar a disputa, a partida foi de mirror, ou seja, ambos usavam decks se não iguais, muito parecidos (ambos estavam de Deciplume, um deck baseado em lock de itens com Vileplume e Decidueye GX) – aqui é a parte técnica e difícil! O chileno Juan Pablo Salas levou a melhor e a premiação máxima do torneio.

Epílogo – No balanço final, podemos dizer que… resumindo em poucas palavras: o torneio foi sensacional! Já voltamos com saudades e ansiosos para o Regional de SP, que será no dia 06 de maio, e estaremos lá também. Queremos muito que toda a divulgação que o 1º Internacional da América Latina de Pokemon trouxe perdure por muito mais tempo e que o número de players cresça sempre!

poke03

About the Author

Leo Luz

Jornalista, fotógrafo e admirador de cultura japonesa. Gosta de jogos, mas sua paixão são as HQs. E os livros. E filmes.

Deixe uma resposta