[Review] Noturnall e seu power metal melódico no álbum ‘9’

Hey Ya!

Hoje falaremos sobre o terceiro álbum da banda Noturnall chamado 9.

noturnall9

O álbum marca o retorno do guitarrista Léo Mancini, que saiu da banda por um curto período, sendo substituído por Mike Orlando (Adrenaline Mob), mas a formação voltou ao normal e lançaram esse álbum.

Ele está para um retorno às origens musicais dos integrantes, pois possui muitos elementos do power metal melódico, distanciando do lado mais pesado apresentado nos dois primeiros álbuns da banda.

noturnall929 (Nine) se inicia com Hey!, seguida de Change, que abre caminho para a participação especial de Mike Orlando e sua guitarra rápida em Wake Up!, a quarta música é Moving On, seguida da mais melódica de todas.

Mysterious poderia estar facilmente nos álbuns do Shaman, quando os músicos faziam parte da banda, pois traz todos os elementos do estilo, com um refrão que gruda de imediato. A sexta música é a balada Hearts As One.

Inclusive se tornou o primeiro clipe de divulgação do álbum, onde fala sobre a superação de um câncer, como ocorreu com o vocalista Thiago Bianchi, e toda a renda gerada através das visualizações do vídeo, serão doadas para o GRAAC, ou seja, uma música com destino social.

Voltando ao álbum, temos a sétima com What You Waiting For e a oitava Shadows, a minha preferida, onde possui melodias e um refrão marcante. Para encerrar o álbum, temos a música Pain, fechando em grande estilo.

Na minha opinião, 9 (Nine) é o melhor álbum da banda, com um som mais claro, apesar de deixar o peso um pouco de lado, mas mostra a maturidade da banda. E o vocalista Thiago Bianchi está em grande forma, retornando ao seu estilo de cantar como no passado, suas linhas vocais está em meio termo dos seus tempos de Karma e Shaman.

About the Author

Rodrigo

Deixe uma resposta